25.03 - Quarta _ EDUCATIVO

14h _ Workshop: Visual music sob frequências
20h _ ENCONTRO DE ABERTURA: Mesa redonda com artistas do IMAGINANTES


26.03 - Quinta _ PERFORMANCES I

20h _  STIRRED MANDALA  _ por Mariska de Groot

21h _  (INTERSTÍCIO) Do Invisível ao Redor _ por Lucas Bambozzi + Paulo Beto (convid. esp. Mirella Brandi)


27.03 - Sexta _ PERFORMANCES II

20h _ CARTOGRAFIAS INSURGENTES _ por Bianca Turner + Eugênio Lima
21h _ TERRAFORMING-M _ por Rotor (Joris Strijbos & Eelco Ottenhof)


25.03 - Quarta _ EDUCATIVO

14h _ Workshop: Visual music sob frequências
20h _ ENCONTRO DE ABERTURA: Mesa redonda com artistas do IMAGINANTES


26.03 - Quinta _ PERFORMANCES I

20h _  STIRRED MANDALA  _ por Mariska de Groot

21h _  (INTERSTÍCIO) Do Invisível ao Redor _ por Lucas Bambozzi + Paulo Beto (convid. esp. Mirella Brandi)


27.03 - Sexta _ PERFORMANCES II

20h _ CARTOGRAFIAS INSURGENTES _ por Bianca Turner + Eugênio Lima
21h _ TERRAFORMING-M _ por Rotor (Joris Strijbos & Eelco Ottenhof)


IMAGINANTES funciona com um episódio do festival AVXLab, organizado em parceria com o centro cultural Klakvorm, ele conecta artistas brasileiros e neerlandeses numa programação de três dias de espetáculos, workshop, debate e encontros que buscam apresentar ao público novas visões para “imaginarmos” na atualidade.

Voltada para exploração dos limites do audiovisual expandido, o projeto traz uma curadoria feita por Demétrio Portugal que propõe a criação de espaços tanto para a apresentação de novas criações, como para tratar de questões contemporâneas da produção e difusão da imagem em movimento dentro e fora do Brasil.

IMAGINANTES tem organização do AVXLab em parceria com o Klankvorm, realização do SESC Paulista e apoio da PUC-SP, e tem como objetivo geral a articulação de redes alternativas, a formação de público, a troca de conhecimento e a proposição de novas produções do audiovisual contemporâneo com a valorização do processo de criação.

IMAGINANTES funciona com um episódio do festival AVXLab, organizado em parceria com o centro cultural Klakvorm, ele conecta artistas brasileiros e neerlandeses numa programação de três dias de espetáculos, workshop, debate e encontros que buscam apresentar ao público novas visões para “imaginarmos” na atualidade.

Voltada para exploração dos limites do audiovisual expandido, o projeto traz uma curadoria feita por Demétrio Portugal que propõe a criação de espaços tanto para a apresentação de novas criações, como para tratar de questões contemporâneas da produção e difusão da imagem em movimento dentro e fora do Brasil.

IMAGINANTES tem organização do AVXLab em parceria com o Klankvorm, realização do SESC Paulista e apoio da PUC-SP, e tem como objetivo geral a articulação de redes alternativas, a formação de público, a troca de conhecimento e a proposição de novas produções do audiovisual contemporâneo com a valorização do processo de criação.

Quarta - 25/03 _ EDUCATIVO

DAS 14h ÀS 18h
_ Workshop: Visual music sob frequências

Oficina de apresentação e experimentação em visual music, nela artistas do Klankvorm (Roterdã, NLD) apresentam sobre sua trajetória e compartilham algumas técnicas de como usar, transformar e combinar dinamicamente diversos tipos de sinais para performances artísticas.

_ 15 Vagas – Ingressos 30 min antes no local – Grátis

_ Onde: SESC – PAULISTA
Av. Paulista 119 – Bela Vista – SP
LAB 2 – 4º Andar

DAS 21h ÀS 23h
_ Encontro de abertura com artistas do IMAGINANTES

Os convidados internacionais do Klankvorm, Joris Strijbos, Mariksa de Groot e Eelco Ottenhof; e os artistas convidados pelo AVXLab Bianca Turner e Eugênio Lima, Lucas Bambozzi e Paulo Beto, recebem o público e falam brevemente sobre sua apresentação no IMAGINANTES sob a perspectiva da trajetória do seu trabalho.
_ Mediação: Demétrio Portugal

_ Ingressos Gratuitos (30 min antes)
_ Local com ATENDIMENTO DE BAR. 

_ Onde: Ateliê397
R. Professor Gonzaga Duque, 148 – Pompeia – SP

_ Apoio: PUC-SP, Ateliê397

DAS 14h ÀS 18h
_ Workshop: Visual music sob frequências

Oficina de apresentação e experimentação em visual music, nela artistas do Klankvorm (Roterdã, NLD) apresentam sobre sua trajetória e compartilham algumas técnicas de como usar, transformar e combinar dinamicamente diversos tipos de sinais para performances artísticas.

_ 15 Vagas – Ingressos 30 min antes no local – Grátis

_ Onde: SESC – PAULISTA
Av. Paulista 119 – Bela Vista – SP
LAB 2 – 4º Andar

DAS 21h ÀS 23h
_ Encontro de abertura com artistas do IMAGINANTES

Os convidados internacionais do Klankvorm, Joris Strijbos, Mariksa de Groot e Eelco Ottenhof; e os artistas convidados pelo AVXLab Bianca Turner e Eugênio Lima, Lucas Bambozzi e Paulo Beto, recebem o público e falam brevemente sobre sua apresentação no IMAGINANTES sob a perspectiva da trajetória do seu trabalho.
_ Mediação: Demétrio Portugal

_ Ingressos Gratuitos (30 min antes)
_ Local com ATENDIMENTO DE BAR. 

_ Onde: Ateliê397
R. Professor Gonzaga Duque, 148 – Pompeia – SP

_ Apoio: PUC-SP, Ateliê397

QUINTA - 26/03 _ PERFORMANCES

20h_
//// STIRRED MANDALA
_ por Mariska de Groot (Klankvorm - NLD)

‘Stirred Mandala’ é uma performance de luz e som que surge da pesquisa de “som óptico” feita pela Mariska. Nele, uma ‘roda de tons’ é projetada no chão como um tapete em movimento. A artista então mergulha no cone de luz e, como numa dança, os sensores óticos espalhados pelo seu corpo passam a produzir sons respondendo a frequência da luz que desenha a cada momento novas mandalas no chão.

 

Mariska de Groot is Intrigued by the phenomena and history of optical sound, she makes, performs and composes for comprehensive analog light-to-sound instruments and installations which explore this principle in new ways. Her work often has a reference to media inventions from the past, with which she aims to excite a multi-sensorial and phenomenological experience in light, sound, movement and space.

21h _
//// INTERSTÍCIOS
_ por Lucas Bambozzi + Paulo Beto + Mirella Brandi (AVXLab - BRA)

(Interstícios) do invisível ao redor é resultante das pesquisas de Bambozzi e Paulo Beto, e traz Mirella Brandi como convidada especial. Envolvendo sintetizadores, geradores e sensores de campos eletromagnéticos, conversores de sinais e técnicas de captação e produção de imagens, sons e ruídos, a performance é também um convite à vivenciarmos esse meio de caminho entre o visível e o invisível, de arriscarmos pelas fronteiras dos diferentes fluxos informacionais que nos atravessam diariamente e que, aqui, são evocados dentro de uma narrativa discursiva e multidimensional de live cinema.

Lucas Bambozzi é artista multimídia e pesquisador em novos meios. Produz vídeos, instalações, performances audiovisuais e projetos interativos, tendo trabalhos exibidos em mais de 40 países. Premiado no Ars Electronica em Linz/Áustria (2010 e 2013). 

Paulo Beto é músico, pesquisador da música eletroacústica, compositor e produtor Paulo Beto trabalha com música eletrônica desde 1989. É Líder do projeto Anvil FX.

//// IMAGINANTES _ONDE: SESC – Paulista / Av. Paulista, 119 – Bela Vista – São Paulo / _ Ingressos 30 min antes no local _ GRÁTIS

20h_
//// STIRRED MANDALA
_ por Mariska de Groot (Klankvorm - NLD)

‘Stirred Mandala’ é uma performance de luz e som que surge da pesquisa de “som óptico” feita pela Mariska. Nele, uma ‘roda de tons’ é projetada no chão como um tapete em movimento. A artista então mergulha no cone de luz e, como numa dança, os sensores óticos espalhados pelo seu corpo passam a produzir sons respondendo a frequência da luz que desenha a cada momento novas mandalas no chão.

 

Mariska de Groot is Intrigued by the phenomena and history of optical sound, she makes, performs and composes for comprehensive analog light-to-sound instruments and installations which explore this principle in new ways. Her work often has a reference to media inventions from the past, with which she aims to excite a multi-sensorial and phenomenological experience in light, sound, movement and space.

21h _
//// INTERSTÍCIOS
_ por Lucas Bambozzi + Paulo Beto + Mirella Brandi (AVXLab - BRA)

(Interstícios) do invisível ao redor é resultante das pesquisas de Bambozzi e Paulo Beto, e traz Mirella Brandi como convidada especial. Envolvendo sintetizadores, geradores e sensores de campos eletromagnéticos, conversores de sinais e técnicas de captação e produção de imagens, sons e ruídos, a performance é também um convite à vivenciarmos esse meio de caminho entre o visível e o invisível, de arriscarmos pelas fronteiras dos diferentes fluxos informacionais que nos atravessam diariamente e que, aqui, são evocados dentro de uma narrativa discursiva e multidimensional de live cinema.

Lucas Bambozzi é artista multimídia e pesquisador em novos meios. Produz vídeos, instalações, performances audiovisuais e projetos interativos, tendo trabalhos exibidos em mais de 40 países. Premiado no Ars Electronica em Linz/Áustria (2010 e 2013). 

Paulo Beto é músico, pesquisador da música eletroacústica, compositor e produtor Paulo Beto trabalha com música eletrônica desde 1989. É Líder do projeto Anvil FX.

//// IMAGINANTES _ONDE: SESC – Paulista / Av. Paulista, 119 – Bela Vista – São Paulo / _ Ingressos 30 min antes no local _ GRÁTIS

SEXTA - 27/03 _ PERFORMANCES

20h _
//// CARTOGRAFIAS INSURGENTES
_ por Bianca Turner & Eugênio Lima (AVXLab - BRA)

Cartografias Insurgentes é um performance inédita, fala do processo do “descobrimento” produzido a partir do encontro entre dois artistas de gêneros diferentes, uma mulher e um homem. Uma se utilizando da imagem e o outro do som, prduzindo ao vivo cartografias audiovisuais utópicas de um (mútuo) descobrimento, um diálogo estético de trocas e complementaridade (de linguagens artísticas) superando as tradicionais dicotomia e dinâmica da dominação.

Bianca Turner é artista multimídia e pesquisa sobre a subjetividade da memória. Explora a documentação do efêmero, o imaterial de um objeto ou um lugar; o invisível, o subjetivo e o indizível. Atua junto a grupos de teatro como no Núcleo Bartolomeu de Depoimentos e é integrante-diretora do Manifesto Impromptu. 
Eugênio Lima DJ, músico, ator-MC, pesquisador da cultura diaspórica, membro fundador do Núcleo Bartolomeu de Depoimentos e da Frente 3 de Fevereiro, é diretor do Coletivo Legítima Defesa. 

21h _
//// TERRAFORMING-M
_ por Rotor (Joris Strijbos & Eelco Ottenhof) (Klankvorm - NLD)

 
//// IMAGINANTES _ONDE: SESC – Paulista / Av. Paulista, 119 – Bela Vista – São Paulo / _ Ingressos 30 min antes no local _ GRÁTIS

20h _
//// CARTOGRAFIAS INSURGENTES
_ por Bianca Turner & Eugênio Lima (AVXLab - BRA)

Cartografias Insurgentes é um performance inédita, fala do processo do “descobrimento” produzido a partir do encontro entre dois artistas de gêneros diferentes, uma mulher e um homem. Uma se utilizando da imagem e o outro do som, prduzindo ao vivo cartografias audiovisuais utópicas de um (mútuo) descobrimento, um diálogo estético de trocas e complementaridade (de linguagens artísticas) superando as tradicionais dicotomia e dinâmica da dominação.

Bianca Turner é artista multimídia e pesquisa sobre a subjetividade da memória. Explora a documentação do efêmero, o imaterial de um objeto ou um lugar; o invisível, o subjetivo e o indizível. Atua junto a grupos de teatro como no Núcleo Bartolomeu de Depoimentos e é integrante-diretora do Manifesto Impromptu. 
Eugênio Lima DJ, músico, ator-MC, pesquisador da cultura diaspórica, membro fundador do Núcleo Bartolomeu de Depoimentos e da Frente 3 de Fevereiro, é diretor do Coletivo Legítima Defesa. 

21h _
//// TERRAFORMING-M
_ por Rotor (Joris Strijbos & Eelco Ottenhof) (Klankvorm - NLD)

 
//// IMAGINANTES _ONDE: SESC – Paulista / Av. Paulista, 119 – Bela Vista – São Paulo / _ Ingressos 30 min antes no local _ GRÁTIS

GESTÃO DO IMAGINANTES:

Direção Artística: Demétrio Portugal // Produção: Cecília Lucchesi //  Espacialização Sonora: Felipe Julian  //  Coord. de Iluminação: Mirella Brandi //
Direção Klankvorm: Joris Strijbos & Eelco Ottenhof

/// Sobre o projeto AVXLab

O AVXLab é um laboratório de idéias, de metodologias e de experimentação de linguagens expandidas do audiovisual brasileiro, uma iniciativa que nasceu de integrantes do ALTav (Rede Audiovisual Expandido) para atuar na produção de projetos voltados à experimentação e a geração de conhecimento, que valorizam não apenas as apresentações finais mas colocam o processo e a pesquisa de criação como parte fundamental de uma obra.

Lab Activities

Cadastre-se para saber das atividades do Laboratório por e-mail.

9 + 2 =

Visão Geral

Hoje, as expressões do chamado Audiovisual Expandido impressionam milhares de pessoas ao redor do mundo, utilizando linguagens que se mostram cada vez mais universais e acessíveis a diversas pessoas  que, então, são capazes de facilmente assumir o papel de produtor, espectador e/ou interagente deste conteúdo.

Em São Paulo, mesmo que ainda sejam tímidas para o potencial da cidade, essas novas manifestações artísticas vêm oferecendo ao público uma nova percepção da paisagem urbana; seja a partir de manifestações de proporções gigantescas, como video-mapping; seja a partir da interconectividade de milhares de interfaces portáteis ou vestíveis, como celulares; ou ainda explorando dimensões imersivas e interativas do audiovisual, como projeção 360º e instalações de arte-tecnologia que reinventam a lógica da sala de cinema ou da TV.

Essas expressões artísticas, entre tantas outras, trazem visibilidade à complexa camada informacional que permeia, e também contextualiza, grande parte da nossa vida contemporânea. Uma camada tecnológica na qual o domínio do fator digital sobre as formas físicas, prenuncia a formação de novos espaços: como os que chamamos de emergentes, híbridos, inteligentes ou invisíveis.

Dessa forma, é de especial importância explorar o desenvolvimento das expressões híbridas e inovadoras do Audiovisual Expandido, para posicionarmos a produção brasileira estrategicamente e em condição de delinear os campos audiovisuais do futuro com criatividade, domínio de linguagem e entendimento do contexto informacional em que vivemos.

O AVXLab busca ser um laboratório de idéias,
de metodologias e de experimentação de linguagens expandidas do audiovisual brasileiro.
Uma iniciativa para criação de projetos e plataformas que tragam
reconhecimento e circulação dessa produção artística dentro e fora do Brasil.