AVXLab - Laboratório de Audiovisual Expandido
Escolha uma Página

 

 

 

 

 

 

 

 


/// PROGRAMAÇÃO RESUMIDA

 

_ Mostra Expositiva РJardim Central e Salas Misṣo e Oficinas

Sexta das 10h às 22h // Sábado das 14h às 20h // Domingo das 14h às 20h

_Como parte da exposição audiovisual expandido estão as obras dos artistas residentes “Arapuca” de Letícia Ramos, e “Protocolo” de Henrique Roscoe e Caio Fazolin, além de trabalhos de artistas convidados como Andres Denegri e Fernando Velazquez.

_ Performance – Auditório Adoniran Barbosa

Sábado e Domingo das 19h às 20h

_ Apresentação do trabalho “CONTEXST – Context Contest Shapes Content Project” da dupla de artistas residentes Mirella Brandi x Muep Etmo.

_  Seminário – Sala Paulo Emílio do circuito Spcine de cinema

_ Sexta das 18h as 22h РAbertura e Mesa 1: De volta ao essencial (abstra̤̣o, poeira, n̩voa, invisibilidade, imaterialidade)

_ Sábado das 15h as 18h – Mesa 2: O espaço informacional em dados (banco de dados, visualização de informações).

_ Domingo das 15h as 18h – Mesa 3: A experiência física (objeto, interação, internet das coisas, materialidade)

_ Grupo gestor do projeto AVXLab – Camadas Informacionais:

Demétrio Portugal, Lucas Bambozzi, Eduardo Fernandes, Tatiana Gonzalez, Carolina Caffé

 

 

 

 

 

 

 

 

 

/// SOBRE O SEMINÁRIO - Camadas Informacionais

O seminário integra o projeto AVXLab que é formado por um processo de residência artística e laboratorial, uma mostra audiovisual expandido e uma publicação de referência sobre as questões suscitadas pelas obras artísticas apresentadas assim como pelo próprio seminário.

>MESA 1:
dia 9 de junho, SEXTA das 19:15 às 22:00


: : DE VOLTA AO ESSENCIAL

(abstração, poeira, névoa, invisibilidade, imaterialidade)

O cinema em busca de suas ancestralidades, suas qualidades mais intrínsecas, associadas ao enlevo psicológico e sensorial proporcionado pela manipulação da luz – condição mínima e essencial para o acontecimento cinemático.


PARTICIPANTES:
_ Mirella Brandi x Muep Etmo
(artistas residentes AVX Lab),
_ Claudio Bueno (artista e pesquisador),
_ Mario Ramiro (artista, professor ECA USP),
_ Lucia Koch (artista),
_ Lucas Bambozzi (AVX Lab, mediador)

> MESA 2:
dia 10 de junho, SÁBADO,
das 15:00 às 18:00

 

: : ESPAÇO INFORMACIONAL EM DADOS

(estética de banco de dados, datavisualização, estatística, análise computacional)

O cinema gerado por sistemas complexos, a partir de massas abstratas de informação ou derivadas de processos de análise cientÍfica, política ou social. As estratégias e técnicas da estatística, do design, softwares generativos e da análise computacional gerando uma experiência estética e audiovisual.

 

PARTICIPANTES:
_ Henrique Roscoe e Caio Fazolin
(artistas residentes AVXLab),
_ Fabio Malini (pesquisador UFES),
_ Didiana Prata (Designer gráfica, mestre pela FAU-USP.),
_ Javier Cruz (programador, projeto Moebio),
_ Eduardo Fernandes (AVXLab mediador)
.

>MESA 3:
dia 11 de junho, DOMINGO
das 15:00 às 18:00 horas

 

: : A EXPERIÊNCIA FÍSICA

(filme, objeto, interação, internet das coisas, materialidade)

As inter-relações entre obras decorrentes da experiência física com o processo artístico em convívio com a desmaterialização acentuada pelos processo digitais e em modo online. Os modelos de produção decorrentes do tráfego de informações em rede tangenciam objetos reais criando interdependências entre conceitos, entre o real e o virtual. O diálogo entre a aparente imaterialidade dos processos tecnológicos atuais e a busca da corporeidade háptica e palpável proporcionada pelo material fílmico, químico e físico.

PARTICIPANTES:
_ Letícia Ramos
(artista residente AVXLab),
_ Andres Denegri (BIM – Bienal de la Imagen en Movimiento),
_ Fernanda Pessoa (artista, cineasta),
_ Roberto Cruz (curador),
_ Demétrio Portugal (AVXLab mediador).

LOCAL: Sala Paulo Emílio do Circuito Spcine de Cinema, no CCSP.

INSCREVA-SE e garanta sua participação,
são apenas 80 vagas gratuitas. CLIQUE AQUI

/// SOBRE ARTISTAS EM RESIDÊNCIA

Nesta edição, foram convidados 5 artistas que, a partir da sua trajetória e do seu fazer artístico abordassem questões essenciais para audiovisual expandido contemporâneo. Os artistas apresentam na Mostra AVXLab 3 obras (uma performática e duas instalativas) que abordam cada um um dos temas aprofundados no seminário.

Mirella Brandi X Muep Etmo

Mirella Brandi é artista multimidia e designer de luz e Muepetmo é músico, compositor e engenheiro de som. Juntos, exploram através da imagem e do som, sua capacidade narrativa e de transformação perceptiva em instalações e performances imersivas, desde 2006.

Letícia Ramos

Suas obras já foram expostas em espaços artísticos como Tate Modern, Centro de Arte Pivô, Itaú Cultural, Centro Cultural São Paulo, Parque Lage, Museu Coleção Berardo, Instituto Tomie Ohtake e CAPC- Musée d’art contemporain (Bordeaux). Foi ganhadora de importantes prêmios, residências artísticas e bolsas de produção artística, entre eles, o Prêmio Marc Ferréz para o desenvolvimento do projeto “Bitácora” (2011/2012).

Henrique Roscoe. [1mpar]

Henrique Roscoe é artista digital, músico e curador. Trabalha na área audiovisual desde 2004. É graduado em Comunicação social pela UFMG e Engenharia Eletrôni- ca pela PUC/MG e tem especialização em Design pela FUMEC.

Caio Fazolin

Artista audiovisual, que desenvolve trabalhos na intersecção de arte e tecnologia, ministra palestra e o cinas, difundindo conhecimento técnico e poético. Apresenta performances
ao vivo e instalações interativas por todo o Brasil.

/// Sobre o projeto AVXLab

O AVXLab é um laboratório de idéias, de metodologias e de experimentação de linguagens expandidas do audiovisual brasileiro, uma iniciativa que nasceu de integrantes do ALTav (Rede Audiovisual Expandido) para atuar na produção de projetos voltados à experimentação e a geração de conhecimento, que valorizam não apenas as apresentações finais mas colocam o processo e a pesquisa de criação como parte fundamental de uma obra.

Visão Geral

Hoje, as expressões do chamado Audiovisual Expandido impressionam milhares de pessoas ao redor do mundo, utilizando linguagens que se mostram cada vez mais universais e acessíveis a diversas pessoas  que, então, são capazes de facilmente assumir o papel de produtor, espectador e/ou interagente deste conteúdo.

Em São Paulo, mesmo que ainda sejam tímidas para o potencial da cidade, essas novas manifestações artísticas vêm oferecendo ao público uma nova percepção da paisagem urbana; seja a partir de manifestações de proporções gigantescas, como video-mapping; seja a partir da interconectividade de milhares de interfaces portáteis ou vestíveis, como celulares; ou ainda explorando dimensões imersivas e interativas do audiovisual, como projeção 360º e instalações de arte-tecnologia que reinventam a lógica da sala de cinema ou da TV.

 

Essas expressões artísticas, entre tantas outras, trazem visibilidade à complexa camada informacional que permeia, e também contextualiza, grande parte da nossa vida contemporânea. Uma camada tecnológica na qual o domínio do fator digital sobre as formas físicas, prenuncia a formação de novos espaços: como os que chamamos de emergentes, híbridos, inteligentes ou invisíveis.

Dessa forma, é de especial importância explorar o desenvolvimento das expressões híbridas e inovadoras do Audiovisual Expandido, para posicionarmos a produção brasileira estrategicamente e em condição de delinear os campos audiovisuais do futuro com criatividade, domínio de linguagem e entendimento do contexto informacional em que vivemos.

A partir desta primeira ação, o AVXLab busca ser um laboratório de idéias,
de metodologias e de experimentação de linguagens expandidas do audiovisual brasileiro.
Uma iniciativa para criação de projetos e plataformas que tragam
reconhecimento e circulação dessa produção artística dentro e fora do Brasil.

 


Grupo gestor do projeto

Demétrio Portugal

Curador e gestor cultural.Entre outros projetos, é também um dos inicializadores da rede ALTav. Busca com seu trabalho a criação de plataformas e projetos que potencializem o desenvolvimento de expressões e cenas artísticas contemporâneas. É co-curador e diretor executivo do AVXLab.

Lucas Bambozzi

Artista e curador independente, professor no curso de Artes Visuais na FAAP e doutorando na FAUUSP, com pesquisa envolvendo campos informacionais em espaço públicos. É um dos iniciadores do ALTav e co-curador e diretor artístico do AVXLab.

Eduardo Fernandes

Foi fundador do Coletivo Bijari e atua junto ao CoLaboratorio e ALTav. Tem extensa carreira como VJ, onde atuou em festivais mainstream(skol Beats, nokia Trends, Motomix, Heineken Green session, sWU), alternativos(on-off, satyrianas, DF_Depois das Fronteiras, instante, entre outros).

Tatiane Gonzalez

Mestre em sociologia pela UNICAMP e pesquisadora independente de arte, tecnologia e política. Coordenada os trabalhos de pesquisa de conteúdo para projetos audiovisuais da Indague e atua como gestora de projetos culturais.

Carolina Caffé

Antropóloga visual e documentarista. Formada em Ciências Sociais pela Universidade PUC (SP, Brasil), estudou Cinema Documentário na escola Observatório del Cine, (BA, Arg); e pós graduação na New York Film Academy, (NY, EUA).